20 de março de 2007

O que as Pedreiras podem fazer pelo ambiente?

A Lourambi vai organizar no mês de Abril, em parceria com a empresa de britas Barranca, uma actividade para a população do Concelho da Lourinhã, abordando o funcionamento das pedreiras, assim como o seu relacionamento com o meio ambiente e social que a rodeia. Esta actividade enquadra-se num dos pilares de acção da nossa associação, que é a promoção da problemática relacionada com as ameaças ambientais existentes no concelho da Lourinhã, nomeadamente a das pedreiras, através de exemplos práticos, e da prática de desportos radicais. Neste sentido, pretendemos dar a conhecer a realidade das pedreiras, mostrando que ao contrário do que muitos pensam, estas têm de respeitar um conjunto de trâmites legais para poderem desenvolver a sua actividade.
Para uma empresa iniciar a exploração de uma pedreira, terá sempre de desenvolver um conjunto de procedimentos legalmente complexo, que garanta não só o respeito pela integridade ambiental do local de implementação, mas também o respeito pelas populações que envolvem a mesma. Assim, a implementação e gestão do funcionamento de uma pedreira é um processo complexo, demorado e dispendioso.
A Situação Actual…
Na globalidade, a Europa tem uma elevada expressão na indústria extractiva mundial, quer a nível produtivo quer a nível de consumo. Calcula-se que mais de 20% do Produto Interno Bruto da União Europeia esteja dependente da indústria extractiva.
Em Portugal, é um subsector que tem vindo a crescer, devido ao aumento da competitividade das empresas, e à valorização dos produtos fornecidos por esta indústria. Em relação a extracção de rochas ornamentais, a Região do Alentejo salienta-se como maior produtor, sendo, a nível de geologia, uma zona de mármore e granito muito importante. Quanto às rochas industrias, a maior produção localiza-se nas regiões Norte e Lisboa e vale do Tejo.
Alguns Problemas…
Apesar da apertada legislação a que esta indústria extractiva está sujeita, os impactos ambientais inerentes à exploração são ainda bastante influentes na degradação do meio ambiente. Neste sentido, podemos enunciar como principais reflexos nocivos ao meio ambiente e social, a degradação da qualidade do ar, pela emissão de poeiras para atmosfera; a degradação da qualidade da paisagem; degradação da qualidade da água, por derrames de materiais utilizados e por emissão de resíduos para linhas de água; a possível degradação da qualidade ambiental local, pela movimentação de terras, que se pode reflectir negativamente em comunidades animais e vegetais lá existentes ou vizinhas.
Soluções, Manutenção, Gestão e Recuperação de Pedreiras

A recuperação de pedreiras baseia-se na plantação do local de extracção com flora autóctone e criação de novos habitats, que possam ser utilizados por diversas espécies animais e vegetais, bem como a de manutenção das paredes declivosas da pedreira.
Neste sentido, expomos aqui algumas medidas que podem servir de solução para alguns dos malefícios provocados pela exploração das pedreiras. Assim, estas podem implementar um sistema eficaz de drenagem de águas pluviais, de modo a evitar contaminações/turvações de linhas de água próximas; adoptar práticas e equipamentos que minimizem derrames de substâncias tóxicas, diminuição de níveis de ruído e emissão de poeiras; desenvolver barreiras naturais ou artificiais anti-ruído e que diminuam a dispersão de poeiras; elaborar planos de restauro gradual de áreas que vão deixando de ser exploradas ao longo do funcionamento da pedreira.
Todas as soluções técnicas para a recuperação das pedreiras dependem do preenchimento de duas condições: a concordância das entidades locais e um custo de recuperação sustentável. Sem a simbiose destes dois factores, poderá estar comprometida não só a exploração sustentável da pedreira, como também o respeito pelo meio ambiente e social que a envolve.
Nídia Fernandes

1 comentário:

Anónimo disse...

gostaria se possivel que postasse um material mais específico sobre os pontos negativos e positivos de uma pedreira,desde ja te agradeço.
amareloneguinho@hotmail.com

page counter
Website Hit Counter